Vinhos

O Madiran

Foi a partir do século XII que o vinho de Madiran conquistou suas cartas de nobreza, com a chegada dos monges beneditinos à Abadia de Madiran.
Usado como vinho de missa, seu renome ultrapassou rapidamente as fronteiras, graças aos peregrinos de Santiago de Compostela.
Francisco I e a Corte da Inglaterra fizeram dele um verdadeiro “Vinho dos Senhores”.
Com 1 300 hectares de vinhas que estendem-se por 3 departamentos, o Madiran é um vinhedo de encosta. Colorido, tânico, é um vinho encorpado que envelhece bem e acompanha perfeitamente os pratos tradicionais e os queijos da região.
Ele pode ser degustado diretamente nos produtores ou em adegas cooperativas da área.

O Jurançon

Os primeiro escritos que fazem referência a uma transação vitícola na Abadia de São Vincente (Lucq de Béarn) datam do ano de 988.
Em 1552, Henrique II de Albret compra um vinhedo em Jurançon, mas seria em 12 de dezembro de 1553 que este vinho entraria para a história da França pela porta da frente, graças ao batismo do futuro rei da França Henrique IV com Jurançon.
Vinhos brancos secos ou doces, vinhos ardentes, generosos, com aromas de semente de uva e flor de giesta, com uma ponta de frutas exóticas. Este vinho dourado, profundo e vivo tem uma aptidão notável para o envelhecimento.
Recomendado em aperitivo, acompanha tradicionalmente fígados frescos ou confits de ganso ou de pato e queijo de ovelha.

Para mais informações

Maison du Madiran et du Pacherenc
Le Prieuré – Place de l’Eglise
65700 MADIRAN
Tél. : +33 (0)5 62 31 90 67
Fax. : + 33 (0)5 62 37 90 79

Les Caves des Producteurs de Jurançon
53, avenue Henri IV
64290 GAN
Tél. : +33 (0)5 59 21 57 03
Fax. : +33 (0)5 59 21 72 06